Fátima Costamilan – Um mundo melhor é possível

15 jul 2020
0

Fátima Costamilan – Um mundo melhor é possível

Fátima Costamilan

     Em pleno século XXI, o mundo parou e a sociedade se viu encurralada pela pandemia do chamado “Corona Vírus”, ou COVID-19, que está ceifando milhões de vidas e mudando a dinâmica da economia, da política, do trabalho e, acima de tudo, do convívio social ao redor do planeta. No Brasil, a mortalidade assumiu proporções imensas e a economia que, já vinha naufragando pela falta de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento social e sustentável, degringolou ainda mais.

     A solidariedade aflora muito mais nestes momentos e foi no auge dos índices de fome e miséria que assolavam o país no final da década de 90 que foi realizada a “Campanha contra a Fome, a Miséria e pela Vida”, capitaneada pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, que mobilizou milhares de voluntários, arrecadou e distribuiu toneladas de alimentos a diversas pessoas em situação de vulnerabilidade.

   Assim eram dados os primeiros passos rumo ao nascimento desta organização, inicialmente formada pelos comitês da “Ação da Cidadania contra a Fome e a Miséria” organizados entre os empregados da Caixa Econômica Federal, os quais deram continuidade ao trabalho através da atuação em diversos projetos estruturantes.

   A partir disso, no ano 2000, constituíram a Moradia e Cidadania, que passou a promover inclusão social por meio da educação, da capacitação profissional, da inclusão digital, da geração de trabalho e renda e projetos emergenciais para a proteção do meio-ambiente e combate à miséria .

   De lá para cá, as centenas de projetos executados beneficiaram milhares de brasileiros, muitos do quais nem documento de identidade possuíam, e nosso trabalho já começava a levar a cidadania a estas pessoas.

     Fizemos parcerias com o Governo, com empresas públicas e diversas outras entidades e organizações comunitárias para desenvolver nosso trabalho ao longo destes 20 anos. Tudo isto registrado, contabilizado, fiscalizado e publicado com total responsabilidade por parte de toda a equipe.

     Em 2015, tivemos a alegria de ver as autoridades nacionais e internacionais anunciarem que o Brasil finalmente saía do Mapa da Fome e, pela primeira vez, atingia condições dignas de alimentação para a parcela menos favorecida da população. Muito nos orgulhou ter sido parte do conjunto das ações que conseguiriam mudar este cenário do nosso país e realizar tão grande feito.

     Hoje voltamos a lidar com demandas que vem se agravando com o aumento do desemprego, da pobreza e da violência contra as mulheres, que exigem uma dose mais forte de solidariedade e de cooperação. Então, com a estrutura e capacidade de mobilização da nossa OSC, podemos dar uma importante contribuição para superar esta fase e enfrentar as mudanças que virão no período pós-pandemia.

     Precisamos ampliar a força da nossa solidariedade e, para isso, dependemos de que mais colegas e amigos se associem, participem, façam suas doações e acreditem que um mundo melhor é possível, mas que isto depende de cada um de nós.

     Essa fé me motivou a iniciar como voluntária no Comitê da Ação da Cidadania contra a Fome e a Miséria do antigo SUGAB/CT e atuar na Moradia e Cidadania há duas décadas e, ainda hoje, não me vejo deixando de fazer a minha parte como cidadã: pelos mais pobres, pelo meu país, pelo planeta onde deixarei meus filhos e netos, pelas futuras gerações. Sigo acreditando!

* Fatima Costamilan é Coordenadora Estadual da Moradia e Cidadania no Paraná

Categorizados em: ,