Conheça o novo Assistente Nacional de Projetos da Moradia e Cidadania: voluntário e dedicado às causas sociais

17 ago 2017
0

Conheça o novo Assistente Nacional de Projetos da Moradia e Cidadania: voluntário e dedicado às causas sociais

     É com grande satisfação e alegria que a Moradia e Cidadania apresenta o novo Assistente Nacional de Projetos, Helder Tadeu de Oliveira. Aposentado e engajado com as causas sociais, o associado já participou de diversas ações sociais realizadas pelas Coordenações Ceará e Minas Gerais. Formado em Direito pela Fundação Educacional Monsenhor Messias, Faculdade de Direito de Sete Lagoas e Pós Graduado em Direito Público e Processo Civil pela mesma Faculdade, Helder chega com empenho e desejo de contribuir com o crescimento da ONG.

     Ele prestará serviços voluntários para as coordenações estaduais com orientações sobre projetos e áreas afins.

Saiba mais sobre ele:

O que te motiva a continuar com o trabalho social, atuando como voluntário? Acreditar que se cada um der um pouco de si, o trabalho se torna grande e sentir que as pessoas menos favorecidas pela vida são também menos favorecidas em respeito, carinho e atenção e posso suprir uma pequena parcela da necessidade delas.

Para você, qual a importância da inserção dos empregados Caixa nas ações da ONG? Por ser a Caixa um banco social e quando entramos para empresa é porque compramos também esta idéia. Trabalhei muito tempo em agências atendendo público de todas as classes e pude sentir a necessidade dos clientes da Caixa e ouvir histórias que me chamaram a atenção. Meu primeiro dia na ONG, na época do FOME ZERO, cheguei com um discurso que fui obrigado a mudar. Sou da opinião de que não se dever dar o peixe ao homem, mas sim, ensinar o homem a pescá-lo. Infelizmente, naquele momento, não era possível ensinar o homem a pescar, pois ele não tinha forças para retirar o peixe da água. Teríamos que matar a fome, para que ele recobrasse as forças para pescar. Hoje, graças a Deus, estamos na segunda fase: ensinando a pescar.

O que você espera na função de assistente nacional de projetos? Poder partilhar com os colegas de ONG um pouco do que aprendi nesta caminhada de assistência social.

Deixe uma mensagem para os colegas coordenadores/coordenações. As dificuldades são muitas, os obstáculos são grandes… Mas se nos unirmos, formaremos um gigante e poderemos vencer as dificuldades e transpor os obstáculos como se fossem simples pedrinhas decorativas no nosso caminho.

Entre em contato com Helder através do email: [email protected]