Em decorrência das enchentes e deslisamentos ocorridos no Estado de Santa Catarina, a Moradia e Cidadania realizou a Campanha Emergencial para Santa Catarina, uma corrente que mobilizou todas as coordenações e comitês de todo Brasil, em prol da reconstituição dos lares dos atingidos pela tragédia.

    A coordenação da ONG no Estado do Rio de Janeiro realizou uma doação de 5 mil reais, e o comitê de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, repassará toda sua arrecadação dos meses de Dezembro de 2008, e Janeiro de 2009, para ações que beneficiarão os desabrigados.

    No Paraná, a coordenação no Estado organizou uma arrecadação de roupas, comidas, agasalhos, e outros bens que foram subtraídos pelas enchentes.

   José Piva, Coordenador Estadual da Moradia e Cidadania/SC, fala ao Portal da ONG sobre a Campanha para os desabrigados de Santa Catarina e agradece o espírito de solidariedade do povo brasileiro.

    Embora o número de desabrigados tenha decrescido substancialmente, ainda há milhares de pessoas que estão em abrigos porque perderam suas casas e dependem de roupas, material de higiene e alimentação. Alguns já retornaram à suas casa, porém perderam tudo o que havia nelas, necessitando também de mobiliário, colchões e eletrodomésticos, afirma o coordenador.

    Segundo Piva, a situação do momento não possibilita encaminhar projetos de caráter estruturante. A mobilização voltada à região está focada em ações emergenciais, de sobrevivência, ficando as demais ações para um momento posterior. “De qualquer maneira, temos mantido contato regular com a comissão de empregados da CAIXA e voluntários da ONG, vinculados a Superintendência Regional Vale do Itajaí, constituída para organizar o levantamento da situação e atendimento do público interno da CAIXA (empregados, terceirizados, estagiários e menores aprendizes), sem esquecer as ações junto ao restante da população atingida “.

    Outras grandes enchentes ocorreram em anos anteriores, mas que embora com sacrifícios e muitos prejuízos a população deu a volta por cima. Nestas cheias o fato novo e que provocou comoção na população, não só de Santa Catarina, mas de todo o Brasil e até do exterior, foram as mortes provocadas por grandes e inúmeros deslizamentos/desmoronamentos de terra, que ocasionaram um número de mortes nunca visto até então.

    “Eu não estive in loco para verificar a situação, mas pelas informações que obtivemos a situação era de total dramaticidade, catastrófica, pois além do elevadíssimo número de mortes o que se via nos rostos das pessoas eram expressões catatônicas, diante da avalanche que se abateu sobre aquelas cidades. O atendimento psicológico foi muito importante neste momento de desorientação que as pessoas se encontravam, auxiliando na manutenção da lucidez e motivação dos desabrigados, fundamentais na retomada de suas vidas”.

    “Este movimento não deve parar, devendo, porém, ser gradativamente direcionado para ações específicas e de caráter mais permanente”, ressalta Piva.

    Piva nos chama a reflexão e mudança de atitude diante de nossa Responsabilidade sócio-ambiental: “A catástrofe que ocorreu, em Santa Catarina, nos abriu os olhos para as conseqüências da degradação dos nossos ecossistemas. No entanto, este não é o único local que sofre com os desequilíbrios do nosso clima, há ocorrência de enchentes também em outros locais do Brasil, como as sucessivas estiagens no sul ou a seca no nordeste, que vem se repetindo ao logo dos anos. Precisamos urgentemente mudar nossa forma de ver e agir em relação a nossa mãe natureza “.

Portal Moradia e Cidadania: Como está sendo a campanha?
Piva: A campanha de arrecadação de donativos para os desabrigados em Santa Catarina tem demonstrado o grande espírito de solidariedade do povo brasileiro, chegando a atos de famílias humildes dividirem o pouco de comida que dispunham.

Portal Moradia e Cidadania: Qual é o saldo de arrecadação até o momento?
Piva: Até o presente momento a MORADIA E CIDADANIA já arrecadou mais R$ 17.000,00 através da conta aberta pela Coordenação de SC. E continuamos a receber doações. Mas gostaríamos de citar outras arrecadações também importantes como a da conta bancária aberta pela CAIXA em nome da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina e demais donativos como água, materiais de higiene, alimentos e roupas . O movimento dos empregados da CAIXA, através de suas várias organizações, também fizeram campanhas outras e arrecadou em conta aberta pela APCEF SC mais de R$ 150.000,00.

Portal Moradia e Cidadania: Qual é a destinação prevista?
Piva:
Segundo a proposta inicial, 1/3 será destinado para os desabrigados que fazem parte do âmbito da ONG (associados, voluntários, colaboradores). O restante será destinado à população atingida, através da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina.

Portal Moradia e Cidadania: Além dos recursos financeiros, a Moradia e Cidadania fez outro tipo de doação para os desabrigados?
Piva:
Sim. A Coordenação Estadual de Santa Catarina fez a doação de 300 camisetas e de um fogão, que foram doados à ONG.

Portal Moradia e Cidadania: Qual mensagem você gostaria de transmitir para as pessoas?
Piva:
A mobilização e solidariedade continuam e esperamos obter mais doações. A perda foi muito grande, é inimaginável a realidade vivida pelas famílias que perderam quase tudo, restando-lhes, de imediato, o socorro e a solidariedade do Brasil inteiro.

A MORADIA E CIDADANIA AGRADECE A TODOS/AS PELA SENSIBILIDADE, SOLIDARIEDADE E HUMANIDADE DAQUELES QUE ACREDITANDO COLABORARAM AO NOSSO CHAMADO!

 

 

Por GB Sites em Brasília e Temas Wordpress