I Encontro de Economia Solidária do litoral do Paraná aconteceu no dia 16 de maio, na Floresta Estadual do Palmito, com o objetivo de discutir sobre o contexto atual da economia solidária e levantar as demandas prioritárias dos empreendimentos solidários para o desenvolvimento das atividades de produção, comercialização, consumo, formação e finanças.

    A realização foi do Fórum Paranaense de Economia Solidária – FPES, com parceria do IAP, ONG Moradia e Cidadania, Federação dos Bancários/CUT Paraná e Sindicato dos Petroleiros e apoio da Sanepar , além de contar com uma equipe de voluntários que estarão dando apoio em diversas tarefas durante o encontro como a montagem de exposição de produtos da economia solidária, distribuição de material, registro fotográfico do evento e apoio logístico.

    O momento da crise mundial é bastante propício para darmos evidencia ao crescimento dessa nova economia que já acontece em todo o mundo, ganhando novos adeptos a cada dia.

    O tema principal foi a importância de construirmos uma rede que integre a economia solidária para garantir avanços no desenvolvimento prático de um novo modelo de produção, consumo e distribuição de riquezas centrada na valorização do ser humano.

    Foram inscritos participantes do litoral , de Curitiba e região metropolitana – artesãos, catadores, pescadores, associações, entidades e gestores públicos “a fim de gerar a troca de experiência entre os empreendimentos e fomentar a organização de um fórum regional para dar voz aos atores do litoral na consolidação de políticas públicas que atendam aquela região” , comenta Maria de Fátima Costamilan que é coordenadora estadual da Moradia e Cidadania/PR e representante das entidades de apoio na Secretaria Executiva do FPES.

    A Economia Solidária não é mais uma proposta de um movimento, é um modelo de desenvolvimento sócio-econômico sustentável valorizando a forma de produzir, consumir e nos relacionarmos globalmente.

Por GB Sites em Brasília e Temas Wordpress