A Moradia e Cidadania/TO, durante este mês de agosto, participou de seis oficinas práticas com o tema “Ecologia”, que ocorreram no município de Tocantínia, em Tocantins. A tônica abordada incluiu desde reciclagem de garrafas e vidros com técnicas de decoupage à produção de sabonetes artesanais e formação de vigilantes do meio ambiente. A iniciativa beneficiou um total de 159 pessoas.

     No dia 08 de agosto, as oficinas foram realizadas no Assentamento Água Fria II; dia 09, agosto, na Aldeia Indígena Xerente – Salto Krepe; e, por fim, dia 10, no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) e na Câmara de Vereadores de Tocantínia. 

     As ações aconteceram por meio de parceria entre entidades participantes do Fórum Estadual Lixo e Cidadania; entre elas a ONG Moradia e Cidadania, o Instituto Natureza de Tocantins (Naturatins) e a Prefeitura Municipal de Tocantínia.

     A mobilização dos participantes contou com o apoio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Turismo, de Assistência Social, da Educação, CRAS, além da Secretaria da Saúde e da Secretária de Assuntos Indígenas.

     “Os resultados foram alcançados positivamente, uma vez que toda a programação planejada foi executada e que os participantes puderam aprender a fazer sabonetes artesanais e decoração com garrafas, para geração de renda, além de serem orientados a serem defensores dos recursos naturais”, pontuou Maria Alice dos Santos Reis, coordenadora da ação e servidora do Naturatins.

     Ainda na mesma semana, no contexto da Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose Visceral, entres os dias 06 a 10 de agosto, também ocorreu uma caminhada pelas principais ruas da cidade, com distribuição de panfletos explicativos sobre a doença. A iniciativa, coordenada pelo município, contou com a participação da população e de participantes das oficinas e marcou o encerramento da Campanha de prevenção à doença.

     O Fórum Lixo e Cidadania, criado em 1998, sob coordenação do Fundo das Nações Unidas para a Infância, possui representações nos âmbitos Nacional, estadual e municipal. É um espaço permanente de debates, reflexões, proposições, articulações, apoio técnico, capacitação e sensibilização acerca da adequada gestão e manejo dos resíduos sólidos urbanos.

     Com participação democrática e plural, o Fórum conta com a participação de pessoas, entidades governamentais e não-governamentais, associações, cooperativas e representantes da iniciativa privada, envolvidos direta ou indiretamente com a gestão dos resíduos sólidos.

     Os objetivos conjuntos da iniciativa visam a erradicação dos lixões e a implantação da gestão integrada e sustentável dos resíduos sólidos, com participação de todos os envolvidos na cadeia produtiva, especialmente os catadores de materiais recicláveis.

Por Sites em Brasília | Criação de sites profissionais