Dia 28 de agosto de 2018 foi Dia do Voluntariado e, em comemoração a esta data, a Coordenação RS divulgou uma entrevista com a Coordenadora Regional da Moradia e Cidadania, Debora Cristina Bolzzoni, contando sua experiência como voluntária na Caixa. Debora é formada em matemática pela Universidade de Caxias do Sul/RS e funcionária Caixa desde 2002.

     Confira, abaixo, a entrevista na íntegra:

 

Missão e Voluntariado

     Olhando a minha trajetória, concluo que a missão da minha vida encontrou eco na missão da Caixa. A Caixa sempre teve uma atuação diferente na comunidade. Foram inúmeras as ações que participei com meus colegas na promoção de cidadania, inclusão social e educação. Seja através de campanhas, doação de alimentos, livros, palestras em escolas e empresas sobre educação financeira, mutirões sociais e tantas outras ações que fica difícil enumerar. Ao escrever esse texto, abri a caixinha das lembranças para entender que a Caixa sempre foi mais que um banco, desde sua criação, até hoje. É missão!

     A Caixa sempre deixou espaço para que seus empregados praticassem e valorizassem essas ações. E através do Portal Voluntários Caixa possibilita aos empregados uma forma de divulgação e troca de experiências que enriquecem os participantes na dimensão humana de suas vidas, pela convergência de propósito dos aspectos pessoal e profissional.

     Voluntario é doação, propósito de vida, gratidão, entrega, amor e cooperação. Ser voluntário é escolha! Ser voluntário é oferecer tempo, experiência e conhecimento, sem querer nada em troca, mas descobrir que ao se doar a gente recebe muito em troca:  sorrisos, alegria, satisfação, aprendizado.

     O voluntariado sempre esteve presente na minha vida e a Caixa também esteve.  A assinatura do meu contrato de crédito educativo – CREDUC – na Caixa possibilitou que eu realizasse o sonho de fazer um curso superior.  Quando passei no concurso da Caixa, fui trabalhar na agencia Caxias do Sul/RS com a colega que assinou meu contrato, sendo que pouco tempo depois fiz a divulgação da Campanha de quitação do CREDUC, como empregada. Com isso fui juntando mais uma pecinha no entendimento da importância do papel da Caixa na sociedade brasileira. 

     Sempre conciliei minha atuação profissional e voluntária acreditando que essas ações só fazem valorizar o aspecto profissional de meu trabalho, que hoje se dá na área de governo, através do atendimento aos Municípios, levando, através da Caixa, soluções que auxiliam no desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida da população. 

     Hoje, ao escrever esse texto, publico mais uma campanha de doação de livros, cujo destino é o Projeto Salas de Leitura na Escola Municipal Presidente Dutra de Farroupilha/RS, com a certeza de que assim como a Caixa eu posso fazer a diferença na sociedade brasileira. 

     *Criei o Projeto Salas de Leitura para incentivar a leitura, a educação e a cultura, através de espaços que tragam a perspectiva de que a leitura pode ser vista como um portal que nos permita atravessar o tempo e espaço. Além do incentivo à leitura, as salas são um espaço para contação de histórias, oficinas e teatro de fantoches. O projeto conta com recursos da nossa ONG Moradia e Cidadania e de parceiros.

 

Por Sites em Brasília | Criação de sites profissionais