Público Alvo: Crianças e adolescentes de risco social, baixa renda e renda média, das comunidades do Bairro Itararé e adjacentes: Bairro da Penha, São Benedito, Maruípe, Santa Marta e Engenharia.

Local: Itararé, Vitória/ES

Parceria: Associação Cristã de Judô e Paradesporto Leal de Judá

Investimento inicial: R$ 8.000,00

Beneficiados: 40 crianças

 

Sobre o Projeto

     O Projeto “Mais que Judocas” atua na comunidade do Bairro Itararé há 10 anos, estendendo-se a outras comunidades de semelhante vulnerabilidade social: Consolação, Bairro da Penha, São Benedito, Santa Marta e Engenharia, todas em Vitória/ES. O objetivo geral se consolida em formar não apenas atletas, mas, e especialmente, bons cidadãos preparados para a vida.

     O Judô se baseia em três princípios filosóficos que subsidiam sua prática, são eles: prosperidade e benefícios mútuos, máxima eficiência com um menor gasto de energia, e, por fim, ceder para vencer. Esse esporte de combate difundiu-se pelo mundo, devido à sua filosofia e metodologia de ensino, que apresenta como principais diretrizes a disciplina, a obediência e a humildade.

     Ademais, é, ainda, um grande aliado dos programas de ações sociais que se utilizam das práticas esportivas, devido a sua capacidade didático-pedagógica que favorece, também, a prática por deficientes visuais, autistas e portadores de Síndrome de Down.

     Vale, ainda, ressaltar que o esporte promove, de maneira lúdica, o desenvolvimento de fatores essenciais ao indivíduo, tais como a coordenação motora, o equilíbrio, a expressão corporal, a psicomotricidade e a percepção espacial, como pontua a UNESCO.

     Por fim, a atividade apresenta, ainda, inegável caráter socializador. Além da iniciação à luta e seu desenvolvimento motor e cognitivo, ela incentiva o âmbito afetivo-social e visa apresentar ao praticante um leque mais amplo de possibilidades além da comunidade local de onde vieram.

     Frente a todos os benefícios oferecidos pela prática desse esporte, enfim, o intuito do Projeto é cooperar com a formação desportiva, social e intelectual dos jovens, além, claro, de repassar os valores expressos pelo judô.

     A associação não possui nenhum vínculo com o Poder Público, mantendo-se somente através de doações e da parceria com a ONG Moradia e Cidadania/ES. As aulas ocorrem às sextas-feiras, das 18h30 às 19h30, e aos sábados, das 8h30 às 10h00, para o público infantil. Já para o público adolescente, as aulas são às terças e quintas-feiras, das 19h00 às 20h30, no Instituto João XXIII.

Por GB Sites em Brasília e Temas Wordpress